domingo, 28 de março de 2010

Mario de Andrade

"Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui para a frente,
do que já vivi até agora. Tenho muito mais passado, do que futuro. Sinto-me como aquele menino, que ganhou uma bacia de jabuticabas. As primeiras, ele chupou displicente, mas percebendo que faltavam poucas, rói o caroço.

Já não tenho tempo para lidar com mediocridades. Não quero estar em reuniões, onde desfilam egos inflados. Inquieto-me com invejosos, tentando destruir quem eles mais admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte.

Já não tenho tempo para conversas intermináveis, para discutir assuntos inúteis sobre vidas alheias, que nem fazem parte da minha. Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas, que apesar da idade cronológica, são imaturos. Detesto fazer acareação de desafetos, que brigaram pelo majestoso cargo, de secretário geral do coral.

As pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos. Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa...

Sem muitas jabuticabas na bacia, quero viver ao lado de gente humana, muito humana, que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade... Só há que caminhar perto de coisas e pessoas de verdade. O essencial faz a vida valer a pena. E para mim, basta o essencial!"

Mario de Andrade

sexta-feira, 26 de março de 2010

Micos de uma solteira desesperada - parte 2

Mico número 6:
Não consigo entender os homens...
Já reparou que toda mulher solteira, quando vai falar sobre um caso mal resolvido, sempre começa, ou finaliza o papo, dizendo a frase fatal: “Não consigo entender os homens...”. E as amigas solidárias pioram a situação, quando disparam: “É, amiga, ele não sabe amar”, ou ainda, “tem medo de amar”, ou, “não está preparado para você”, ou, “ele não te merece e ponto final”... Amiga de verdade deveria falar a verdade, ou seja: “Se toca. Ele simplesmente não tá a fim de você”. Simples assim, mas, afinal, toda mulher um dia já passou por essa situação. Reconhecer a verdade, mesmo que seja a alheia, seria o mesmo que reconhecer o próprio fracasso, não é mesmo?

Mico número 7:
Ficar com qualquer um
Ok, já falei de quando as exigências caem por conta da carência, mas, nesse caso, existem duas situações bem diferentes. Uma é quando a solteira resolve ficar com um cara que definitivamente não tem nada a ver com ela, e com quem - ela sabe - não terá nada mais do que uma noite. Pode ser só pra beijar uma boca, ou, na pior das hipóteses, para sair do atraso. Outra situação - com certeza a mais deplorável- é quando a fulana já começa a se imaginar conhecendo a futura sogra e dividindo românticos finais de semana com aquele cara por quem ela não sente nada, só porque ele está ali disponível. Existem até desculpas oficiais para tal atitude: "o amor acontece quando a gente menos espera", ou, "onde a gente menos espera", ou, "com quem a gente menos espera". "Quem sabe o sapo não vira príncipe?", ela espera. Fala sério! Quem ainda acredita em príncipe a essa altura do campeonato realmente merece ficar solteira.

Mico número 8:
Nunca mais outra vez
E quando a mulher se cansa de se decepcionar e sofrer por amor ou pela falta dele? Atire a primeira pedra a solteira que nunca falou “nunca”, ou seja, aquela que nunca resolveu prometer que nunca mais amaria de novo. Elas todas dizem isso com a maior ênfase, mas é só um jeitosinho aparecer pra esse discurso todo ir por água abaixo. Como elas são previsíveis...

Mico número 9:
Celebrando a solteirice
Nem só de reclamações é feito o mundo das solteiras. Ou você nunca ouviu uma delas comentando o quanto é bom não ter que dar satisfações, o quanto é maravilhoso ter liberdade? Quando uma amiga reclama do marido ou namorado possessivo, lá vai a solteira tagarelar: “Graças a Deus eu não tenho esse problema!”. Se ela for uma solteira recente então, vai cuspir pra todos os cantos que isso “não lhe pertence mais”. Quem ouve até acredita. Mal sabem os ouvintes que ela está mesmo é doida para ter alguém no seu pé, reclamando do que ela faz, decide ou deixa de fazer. Que ela dava tudo para ter sua liberdade tolhida por um homem qualquer para chamar de seu. Dizendo pra onde e quando ela vai só para lhe poupar do imenso trabalho que dá em decidir o melhor diante de tantas opções. Ser solteira é tão desgastante...

Leia "Micos de uma solteira desesperada - parte 1"
Leia "Micos de uma solteira desesperada - parte 3"

quinta-feira, 18 de março de 2010

quarta-feira, 10 de março de 2010

Micos de uma solteira desesperada - parte 1


Por que a minha inspiração para escrever sempre vem quando estou cheia de trabalhos e tarefas a cumprir que nada têm a ver com minha escrita literária? Como escrava da inspiração, sei que não posso esnobá-la, então, lá vai. Lendo o genial blog Adorável Psicose resolvi listar alguns micos típicos de uma solteira desesperada. Você já se viu em alguma dessas situações?

Mico número 1:
Todo dia é dia
Uma solteira a perigo enxerga todo e qualquer programa como uma oportunidade para encontrar o grande amor. Até festa de família, que provavelmente só terá seus avós e tios gagás, entra na lista desta mulher em cuja esperança é a última que morre.

Mico número 2:
Quem procura acha
Ela já cansou de ouvir que “enquanto ela estiver procurando, nunca irá achar o seu príncipe”, e, por isso, vive dizendo pra todo mundo que não está nem aí para os homens, que não quer relacionamentos agora e está muito bem sozinha... Mas é só um carinha olhar diferente pra ela, que ela esquece tudinho que andou falando e já começa a fazer mil planos com o tal fulano, que, provavelmente, nem sabe da existência dela, coitada.

Mico número 3:
Do sexo ao amor
Essa eu não só vejo na vida, mas também vi ontem no filme “Aprendendo a Amar”. Ela tem vários amigos homens, já passou por essa experiência antes, mas toda vez que se envolve com alguém apenas por sexo, começa a fantasiar uma história de amor com o sujeito. Como diz a personagem do filme, ela sabe que o fulano não quer se envolver, mas tem certeza de que isso vai mudar a partir do momento em que ele passar pela cama dela, afinal, será a melhor experiência de sua vida e, com certeza, ele vai se apaixonar. Mais uma vez: ô coitada!

Mico número 4:
Vítima da solidão
Ela olha pro lado e só vê gente acompanhada. E se pergunta: "Por que só eu estou sozinha? O que fiz de errado?" E mal percebe que o amigo dela tem razão quando diz: “Quem disse que eles estão felizes? Aposto que tem muita gente que inveja você.” Mas não adianta. Ela continua procurando seu erro e não consegue perceber que está cheio de gente no mundo sozinha como ela.

Mico número 5:
Quando caem as exigências
Ela adora dizer “antes só do que mal acompanhada”, mas é só a carência bater pra ela passar a considerar se envolver com homens bem mais novos, bem mais velhos, mais burros, mais feios, mais chatos, homens casados... Opa! Essa daí tá a perigo mesmo, coitada.

Por hoje é só. Tenho que voltar a trabalhar. Prometo que depois volto aqui para revelar outros micos. Solteira sim, mas sem perder o humor!

Leia "Micos de uma solteira desesperada - parte 2"
Leia "Micos de uma solteira desesperada - parte 3"

terça-feira, 2 de março de 2010

Hoje


Hoje quero celebrar a tristeza. Quero ouvir aquela música de fossa dez vezes seguidas. Preciso cultivar minha dor. Ficar com pena de mim. Hoje é dia de lágrimas. Não perdi um amor, o trabalho, o dinheiro, um amigo. Hoje perdi a inocência. Foi-se embora a ilusão. Dei adeus à esperança. Hoje a verdade foi revelada, nua e crua. Nunca foi tão feia assim. Hoje ela está aqui pulsando, gritando, doendo dentro de mim. Lembrando-me o tempo todo dos meus erros passados. Da minha insistência em acreditar na mentira. Por que demorei tanto tempo para perceber? Hoje é dia de sofrer sim, mas não, não é ruim. Pelo contrário. É um sofrimento que liberta. Porque hoje é dia de aprender. Dia de ver a vida como ela é e não como eu queria que fosse. Hoje eu botei o pé no chão. O mundo lá fora não é como eu pensava. É pior, muito pior. Meu espelho finalmente desembaçou. Agora posso me ver de frente e enxergar claramente tudo ao redor. Pensando bem, hoje não é dia de tristeza. Passou. Hoje é o primeiro dia do resto da minha vida. Hoje eu nasci de novo. Vamos comemorar?

Foto: Alexandre Grand
Modelo: Carol Japa